1.8.09

Os versos que recitamos

Decididamente os versos são recitados nesta vida, vê-se um caminho a seguir, pode ser que seja ilusão, engano em verso e prosa, mas a vida nos ensina a caminhar, alguns versos são expalhados pelo ar e temos que captar suas reais intenções. Difícil imaginar o amanhã, o ontem obteve consigo seus versos que foram mais, o hoje estamos formando outros para retirar da teoria e utilizá-los como pontes. Todos os versos que foram recitados são o alicerce pelo qual construímos para seguir. Em cada verso uma dúvida, uma luz, um sentimento, um querer, um imaginar, um desejar, uma esperança; são marcas que ficaram em nossos rostos e que vão nos seguir pela vida adiante. Pode ser em música ou recitados em poemas, em versos simples ou compostos por entonação, formam versos de nosso ser, versos que só acabarão quando as oportunidades de ser feliz chegar e a elas nos entregar. Em cada palavra, todos nós demonstramos um pouco de nosso caráter, de nossa origem e imperfeição, se os versos nos conduzem, vamos com eles e escolha os seus melhores, por que a vida espera isso de você. Bons versos em seu dia!

Um comentário:

O Profeta disse...

Não me queres dizer onde mora o teu sorriso
Ausente do incontido abraço
Ausente das palavras felizes
Envolto em nuvem escura no espaço

Não me queres dizer o rumo
Que leva ao teu terno coração
Não me queres abrir as portas
Da cor vibrante da paixão?

Boa semana


Doce beijo